20 julho 2011

Pra que um 'dia do amigo'?!

Com tantos dias, pelo menos 365 no ano, que precisamos de amigos, porque escolher um em específico para homenageá-los, para lembrar que existem e que são importantes para nós!? Tah, um pouco exagerado o discurso, talvez... Mas é a verdade.

Sempre deixamos para fazer depois ou esquecemos de dizer o quanto as pessoas são importantes em nossas vidas, o quanto são boas em determinadas coisas. Passamos muito tempo pensando em nós mesmos e no que temos que fazer.

Deixamos de abrir um sorriso, de dar um abraço despretensioso, de simplesmente ligar para dar um 'oi'. Temos medo de dizer que amamos as pessoas que nos são caras, com as quais nos importamos.

Porém, agradeçamos pela existência desse dia. Talvez uma data criada para aquecer o comércio, talvez para soar bonitinho, não sei. Mas é nessa data que podemos e lembramos de dizer a todos que nos agüentam e nos fazem bem, que nos dizem a verdade, por mais que doa, que estão conosco nos bons e maus momentos, que as vezes estão distantes mas sempre presentes, e mesmo os ausentes que estão sempre na memória e no coração... Enfim, a data que podemos e lembramos de dizer a todos eles e tantos outros tipos de amigos que eles são importantes e que fazem diferença em nossas vidas.

Então, viva o dia do amigo! E que a gente possa levar essa energia para todos os outros dias do ano, lembrando sempre aos irmãos que escolhemos o quanto eles são importantes para nós.

E aos meus amigos, em especial, do passado, do presente e do futuro, deixo um grande, mas grande mesmo, O B R I G A D O ! ! !

Sou feliz por tê-los em minha vida! Contem sempre comigo!

18 julho 2011

Ah, a correria

Hoje em dia a maioria das pessoas tem vidas corridas, dias cheios e muita coisa na agenda e na cabeça. Falta horas no dia... Trabalho, estudo, atividade extra, vida social, problemas (próprios e de outros), e tanta coisa para fazer...

Então há os finais de semana. E você planeja fazer mais mil e uma coisas para as quais não houve tempo durante a semana. Nisso se inclui desde ver os amigos, atualizar o blog, assistir aquele filme até arrumar a casa.

Na maioria dos casos se consegue cumprir uns 80% dos planos, um ótima resultado. Mas há aqueles finais de semana que você não consegue fazer nada, simplesmente nada. E fica largado na cama durante todo ele.

E não se pode mentir... Fazer nada é muito bom de vez em quando. Mesmo não produzindo ou organizando coisas e projetos, é ótimo dar um descanso para a mente e para o corpo.

E mesmo que comece aquele sentimento de inutilidade de fim de domingo e início de segunda, valeu a pena o ócio. E o que não foi feito no fim de semana fica para a próxima ou intercalada nas milhares de coisas da semana. O que e um pouco mais de correria e agitação?!

O que importa eh que pôde descansar e aproveitar um pouco dos amigos e do ócio, da preguiça e do merecido descanso...

Será só comigo que isso acontece ou todos temos esses finais de semana?!

02 julho 2011

Vá em paz

Nunca estamos preparados para a morte, principalmente quando ela vem de forma brutal, na forma de um assassínio. É doloroso demais saber que aquela pessoa que você encontrava sempre, por menor que fosse a proximidade, teve a vida interrompida brutalmente por alguém por motivos reles, torpes, sombrios... afinal, não há motivo que justifique um assassínio.

Por vezes, para ‘justificar’ ou explicar p ato, surgem teorias esdrúxulas sobre a vítima e que contradizem toda a história de vida que ela construiu durante os anos em que esteve neste mundo. Mas as manifestações dos amigos, familiares e colegas, quando a vida foi gozada de maneira correta e harmoniosa, sobrepujam a boataria e mostram a grandeza do ser que partiu.

Não há o que fazer para ressuscitá-lo e o que se pode fazer é orar para que, onde quer que esteja, o espírito da pessoa esteja em paz. Por aqui, no plano terreno, os amigos vão em busca da identificação dos culpados e a punição dos mesmos, nos rigores das leis dos homens. E que não se descanse enquanto isso não acontecer.

Siga em paz, Leandro Neres! Siga em paz... Deixe as saudades e o desejo de tê-lo conhecido mais.
Ocorreu um erro neste gadget