30 dezembro 2011

Chuva de fim de ano

O ano se vai e, já chegando os últimos dias, uma chuva de verão, tímida, mas presente e constante, nos presenteia com a limpeza que só as águas que vêm do céu têm o poder de executar... Uma chuva anunciada pelo vento, que trazia consigo o cheiro bom do eucalipto, curador, energizante e purificador

Que com essas águas que escorrem e tudo lavam, sejam levadas todas as energias negativas que porventura se estabeleceram ou se fizeram presentes em 2011, e que ela, a chuva, chova mansinho, pingando graças e bênçãos em nossas vidas e nossos destinos...

Que as amizades sejam fortes e verdadeiras, os amores puros e quentes (em todos os sentidos bons), que os trabalhos sejam edificantes e produtivos, que o dinheiro venha suficiente até para certos luxos e que não se acabe num piscar de olhos.

Que o sucesso se estabeleça em cada dia, fruto de nosso esforço e planejamento, temperados com a sorte de uma benção divina.

Que a alegria seja constante e que, pelo menos uma vez ao dia, possamos rir de fundo d'alma e fazer alguém rir conosco. Que sejamos verdadeiros com quem nos cerca, sobretudo conosco mesmo. Que os aprendizados não sejam duros demais, e que o crescimento não seja baseado em perdas.

Que sejam dias bons e que tenhamos amigos e família ao nosso lado, sempre e em cada dia... eh uma das grandes bênçãos que se pode ter na vida!

Feliz 2012!

Ocorreu um erro neste gadget