01 fevereiro 2010

As pessoas e seus antolhos!

Às vezes, com algumas pessoas, a vontade que dá e de puxar pela gola da camisa, dar uns dois tapas cruzados e gritar no pé do ouvido: “ACORDA!!!”.

E não é por estarem dormindo, no sentido literal. É por estarem sempre tapando o sol com a peneira, fugindo de enfrentar os problemas, se fazendo de vítima das circunstâncias e deixando que oportunidades e coisas importantes escoem pelo ralo.

[Não vou mentir que até comigo mesmo dá essa vontade de vez em quando.]

O pior é que querem que todos entendam a situação por que elas passam, mas não estão dando a mínina para como os outros agem, pensam ou sentem. Por essas e por outras é que muita gente quebra a cara na vida.

Quem tem um sangue mais quente e uma visão mais ampla de como as coisas são, fica dando murro em ponta de faca, tentando fazer com que as pessoas enxerguem que o problema é completamente diferente do que elas acreditam.

Mas tem uma hora que a mão tá tão arrebentada que não há mais como esmurrar nem chumaços de algodão. É aí que eles jogam a toalha e desistem dessa batalha inglória.

Parece que essas pessoas colocaram antolhos em si mesmos. É! Antolhos. Aquele acessório do cabresto, colocado em cavalos e outros animais que puxam carroças e similares. Serve para que ele só olhe para frente e não enxergue ou se distraia com as coisas que acontecem ao redor.

Fazer o que!?

Deixem que continuem puxando suas vidas-carroças, com seus antolhos...

A vontade de dar uns tapas continua, mas deixa estar... um dia a vida dá!

Ou não...
Ocorreu um erro neste gadget